piemonte fm

segunda-feira, 25 de abril de 2016

Menino de oito anos morre afogado em açude no Agreste da PB


Caso aconteceu em Itabaiana, no fim da tarde desse domingo
Cidades | Em 25/04/16 às 07h23, atualizado em 25/04/16 às 07h26 | Por Correio Online
Divulgação
Wesley José da Costa não avisou que ia ao açude
Um menino de oito anos morreu afogado na tarde desse domingo (24), em um açude no município de Itabaiana, Agreste paraibano. O afogamento de Wesley José da Costa aconteceu por volta das 16h. A vítima estava acompanhada da irmã de 12 anos e primos.

Segundo o 8° Batalhão da Polícia Militar de Itabaiana, a irmã da vítima, ao perceber o afogamento, pediu ajuda, mas ninguém sabia nadar e o local era muito fundo. O corpo do garoto foi retirado de dentro do açude por um homem que tentou ajudá-lo, após ouvir o desespero.
Edileusa Pereira, mãe do menino, falou que não sabia dá ida do filho ao açude. “Ele disse: mainha, vou jogar vídeo game, e eu saí para trabalhar, ao chegar ele não estava em casa e pouco tempo depois chegou a notícia que ele tinha morrido. Ele não costumava ir ao açude”, disse.
“Estava brincando eu e meus primos, ao chamá-lo ele já estava no fundo, meu primo não sabia nadar e nem ele, com isso o meu irmão já estava afundando e não deu pra salvar.  Não sei quanto tempo ele passou para ser retirado”, comentou a irmã da vítima.
Wesley foi levado ao Hospital Regional de Itabaiana, onde os médicos tentaram reanimá-lo, mas não conseguiram. O corpo foi encaminhado para Gerência Executiva de Medicina e Odontologia Legal de João Pessoa (Gemol).

Mulher é morta a facadas e marido é suspeito do crime; Grande JP tem mais dois homicídios

Crimes aconteceram entre a noite desse domingo e a manhã desta segunda

Polícia | Em 25/04/16 às 10h09, atualizado em 25/04/16 às 10h12 | Por Redação
Reprodução
Imagem ilustrativa
As últimas horas foram bastante violentas na Grande João Pessoa. Dois homens e uma mulher foram assassinados em bairros de João Pessoa e Santa Rita. Os crimes aconteceram entre a noite desse domingo (24) e a manhã desta segunda-feira (25). Nenhum suspeito foi preso.

Na manhã desta segunda-feira, um homem foi assassinado a tiros, no bairro do Grotão. Vizinhos da vítima acionaram a polícia após ouvir os disparos, mas não souberam informar a autoria do crime, nem quantas pessoas participaram da ação. O homem trabalhava como gesseiro e morreu antes mesmo de ser socorrido para um hospital.
Uma mulher de 29 anos foi morta a golpes de faca, na noite desse domingo, no bairro Alto das Populares. Um companheiro da vítima é o principal suspeito do crime. Até a manhã desta segunda, ele não havia sido preso. O crime teria sido presenciado por crianças filhas do casal. Uma ambulância do Samu chegou a ser acionada, mas a mulher já estava morta. A polícia não divulgou detalhes do crime.
Ainda na noite de domingo, um membro de uma torcida organizada do Botafogo-PB foi assassinado a tiros no bairro de Jaguaribe. Ele comemorava a classificação do clube para as semifinais do Campeonato Paraibano próximo a uma praça quando foi atingido pelos disparos. A polícia ainda não tem informações sobre suspeitos. 
.

terça-feira, 19 de abril de 2016

Menino de 11 anos está desaparecido em Pombal, na Paraíba

Bombeiros e Exército estão mobilizados na busca.

Criança toma remédio controlado e precisa de cuidados.

Do G1 PB
Um garoto de 11 anos está desaparecido desde a tarde desta segunda-feira (18) em Pombal, no Sertão da Paraíba. Militares e população estão engajados na busca por Erick Muniz, que foi visto pela última vez às 16h, brincando perto de casa, próximo ao parque de vaquejada da cidade.
Segundo o avô, José Manoel da Silva, Erick é autista e precisa de cuidados especiais. Ele toma remédios controlados e pode ficar agressivo sem o medicamento. “Ele fala normal, mas é meio distraído. A gente passou a noite toda caçando o menino”, comentou.
Uma equipe do Corpo de Bombeiros, de cerca de 15 pessoas, está mobilizada na procura pelo menino, segundo o cabo Flávio Félix, da 2ª Companhia de Bombeiro Militar de Pombal. Além dos bombeiros e da população, militares do Exército, cerca de 20 pessoas, também estão na busca, conforme explicou o cabo Félix.
Quem localizar Erick Muniz pode entrar em contato com a família por meio dos telefones (83) 9 9983-0843 (Gracineide) ou (83) 9 9822-9083 (Francisco).

Conselho Tutelar de Campina Grande investiga morte de bebê sem registro

Menina, de seis meses, era criada pela bisavó e morreu no domingo (17).

Numol não tem como realizar autópsia sem registro de nascimento.

Do G1 PB
Uma menina de seis meses morreu a caminho do hospital na noite do domingo (17), em Campina Grande, e as causas da morte ainda não puderam ser determinadas pelo Núcleo de Medicina e Odontologia Legal (Numol) do município pois a criança não tem nenhum documento de identificação.
De acordo com o Conselho Tutelar, a criança estava sendo criada pela bisavó, que tinha a guarda do bebê por uma ordem da Justiça.  “Eu estava cuidando dela porque a mãe só vivia na rua, só vivia drogada”, explica a bisavó, Creuza da Silva, que mora no bairro Jardim Continental.
Segundo Creuza, a bebê ficava doente com frequência e sempre chorava muito. Na sexta-feira (15), um acidente doméstico com água quente deixou a criança com queimaduras, e a saúde dela se agravou. “Eu fui com o cpo pegar ela, ai quando cheguei na beira da cama que peguei ela, eu tava com o copo na mão. Ela bateu a mão no copo e ele virou e a água caiu em cima dela”, disse.
Na tarde do domingo, a menina começou a apresentar um quadro de diarréia, vômito e febre alta. “Ela estava gritando muito com dor na barriga”, contou Creuza. Por causa disso, a bisavó resolveu levar a menina para o Hospital da Criança e do Adolescente, mas a bebê já chegou no local sem vida.
Segundo a diretora do hospital, Alana Borges, ao chegar no local, foi descoberto que a bebê não tem nenhum documento, nem registro de nascimento, e por isso não foi possível emitir uma certidão de óbito. Ainda de acordo com a Alana, foi preciso fazer um Boletim de Ocorrência na delegacia e só então o corpo foi encaminhado para o Numol.
“Os familiares trouxeram para cá mas ela já estando em óbito não havia nenhuma medida de urgência ou emergência para ser adotada, apenas o procedimento legal, através da parte burocrática. Não havia mais nada o que fazer para salvar a vida”, contou Alana.
Segundo o Numol, o exame de autópsia, que determina a causa e o modo da morte, só pode ser feito com o documento de identificação. O Conselho Tutelar informou nesta segunda-feira (18) que teve dificuldades para acompanhar a família e que todos os conselheiros da Zona Norte estão buscando informações sobre o caso.

Por causa da seca, Aesa restringe uso de água de rio e açude na PB

Medidas serão aplicadas no o Rio Paraíba e no Açude de Acauã.

Segundo Aesa, águas serão usadas para consumo urbano.

Do G1 PB
Os agricultores de irrigação, aquicultores e piscicultores da Paraíba estão proibidos de usar as águas do Rio Paraíba, que passa pelo Cariri, Agreste e Litoral paraibano, e também do Açude Argemiro de Figueiredo (Acauã), localizado na cidade de Itatuba, no Agreste, para produção. A decisão foi anunciada pela Agência Executiva de Gestão das Águas do Estado da Paraíba (Aesa), por meio de uma resolução publicada no Diário Oficial do Estado (DOE) do sábado (16).
Segundo a Aesa, a restrição visa proteger a agricultura de subsistência e o uso da água para consumo urbano, que permanecem autorizadas a utilizar as águas.
A resolução também restringe a vazão regularizada da barragem Acauã a 380 litros por segundo, exceto por um período de 48 horas, quando esta vazão passa para 680 litros por segundo. Aos sábados e domingos, os usos múltiplos da água estão autorizados nos horários estabelecidos pela “tarifa verde”.
O presidente da Aesa, João Fernandes afirmou que o principal objetivo da resolução é a proteção da região, uma vez que o estado tem passado por um prolongado período de estiagem, apesar da melhora das chuvas recentes. “Continuaremos a fiscalização e a resolução vale até ulterior deliberação. Havendo mais chuvas, retiramos a restrição”, afirmou.
A Barragem do Rio Paraíba abastece os municípios de ItabaianaPilarJuripirangaSão José dos Ramos, Boqueirão de Gurinhém, Salgado de São FélixMogeiroe  AroeirasGado Bravo. A resolução que dispõe sobre o estabelecimento de restrições ao uso das águas do Rio Paraíba e do açude Acauã.
Estado de Emergência
O estado de emergência de 170 cidades da Paraíba, por conta da estiagem, foi prorrogado por mais seis meses, conforme novo decreto assinado pelo governador Ricardo Coutinho (PSB)e publicado no Diário Oficial do Estado em 10 de Abril, veiculado no final da noite da terça-feira (12). A validade do último decreto, datado de outubro de 2015, terminaria na sexta-feira (15). De acordo com o texto publicado pelo governo, a medida foi tomada considerando que a escassez de água persiste em alguns municípios paraibanos.

No Senado, Renan Calheiros afirma que não vai acelerar nem retardar impeachment


No Senado, Renan Calheiros afirma que não vai acelerar nem retardar impeachment
 O presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), marcou para esta terça-feira (19) a leitura do processo de impeachment da presidente Dilma Rousseff. Após o ato, Renan dará um prazo de 48 horas para que os partidos indiquem os integrantes da Comissão Especial do impedimento.

Após a publicação da leitura do projeto de decreto legislativo, o segundo passo é a indicação, pelos líderes partidários, de 42 nomes – 21 titulares e 21 suplentes -, conforme a proporcionalidade dos partidos ou dos blocos partidários que integrarão a comissão especial responsável por analisar o processo.

O presidente do Senado já assegurou que não vai acelerar nem retardar o processo e respeitará todos os prazos legais, especialmente os prazos de defesa do Executivo. Renan tem argumentado que não quer correr o risco de judicialização do processo.

Nesta segunda-feira (18), Renan recebeu o presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ). Às 18h, o presidente do Senado discute com o presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministro Ricardo Lewandowski, para discutir o calendário. "Vou me pautar pela isenção e sobriedade. O processo não vai andar tão rápido que pareça atropelo nem tão devagar que pareça procrastinação", afirmou Renan.

Abaixo, o calendário do processo no Senado, conforme o Jornal do Brasil antecipou na última quinta-feira (14):

18/4 – Recebimento da autorização dada pela Câmara dos Deputados;

19/4 – Leitura da autorização da CD e eleição Comissão Especial (CE);

20/4 – Instalação da Comissão Especial (CE);

5/5 – Termina prazo de 10 dias para parecer da Comissão Especial;

6/5 – Leitura e distribuição do parecer da Comissão Especial;

10/5 – Votação do parecer da Comissão Especial por maioria simples;

10/5 – Expedição da comunicação a CD, Presidência República e STF;

24/5 – Encerra prazo para defesa de 10 dias da presidente;

7/6 – Se não oferecida defesa, nomeação de um defensor com mesmo prazo;

8/8 – Instrução do processo perante a Comissão Especial;

22/8 – Fim do prazo para alegações finais de ambas as partes;

24/8 – Votação do parecer no âmbito da Comissão Especial;

25/8 – Leitura do parecer da Comissão no Plenário do SF;

30/8 – Votação do parecer conclusivo em plenário – Pronúncia para Julgamento;

31/8 - Confirmada a decisão pela procedência da acusação, realiza-se a pronúncia do denunciado e intima-se o denunciante para oferecer libelo acusatório e indicar testemunhas;

2/9 – Prazo para libelo acusatório a ser oferecido pelo denunciante;

8/9 – Prazo para o denunciado para opor-se ao libelo acusatório e indicar testemunhas;

8/9 – Encaminhamento dos autos ao Presidente do STF designando data de julgamento;

21/9 – Julgamento definitivo pelo plenário do Senado Federal.


Jornal do Brasil

“Michel Temer não tem legitimidade e não terá governabilidade perante a sociedade”, desabafa Ricardo Coutinho


“Michel Temer não tem legitimidade e não terá governabilidade perante a sociedade”, desabafa Ricardo Coutinho
Apesar do revés na Câmara Federal, o governador Ricardo Coutinho (PSB) não jogou a toalha e afirma que a “a democracia precisa ser respeitada”. Em entrevista  nesta segunda, 18, Ricardo Coutinho defendeu novas eleições e salientou que a condução da votação na Câmara foi feita por pessoas que jamais podem falar em combate a corrupção.

“A presidenta Dilma tinha e tem legitimidade por que ela foi eleita, mas ela não tinha mais governabilidade ontem provou isso! Já o vice-presidente (Michel Temmer) não tem legitimidade e do ponto de vista da sociedade não terá governabilidade, nenhuma coisa nem outra, por uma razão simples: isso foi conduzido por pessoas que jamais podem falar em combate a corrupção”, alfinetou, salientando que o povo precisa ser consultado: “Esse país precisa recobrar sua legitimidade, legalidade e governabilidade. E acho que isso só pode ser conseguido através do povo. O povo precisa escolher seus governantes. Precisa de novas eleições porque falta legitimidade, porque todo este quadro que aí está se tornará uma panela de pressão cada vez maior.

Coutinho ironizou ao dizer que Dilma sofreu um golpe parlamentar.


“Quem estava ontem na frente da televisão, viu um desfile de cabeças coroadas e rostos conhecidos, de gente que há poucos dias estava lá mamando no Governo e muita gente que foi responsável por escândalos dentro do Governo e saiu”, lembrou.


Para o governador paraibano, a aceitação do processo de impeachment foi feito de maneira abrupta.


“O caminho da evolução da humanidade passa pela democracia e pelo respeito às regras e não se pode atropelar isso, o impeachment é algo pessoal e individual, não se faz impeachment contra partido, contra grupo e se faz impeachment contra a pessoa do governante e para que isso exista no regime presidencialista é preciso ter um crime e esse crime não pode ser forjado e falso”, disparou ao defender a presidenta Dilma


Segundo Ricardo Coutinho o impeachment não pode ser realizado por que um governante enfrenta impopularidade, ou por que ele é ‘ruim’


“Se o governo é ruim se troca nas eleições, se faz as disputas nas ruas para que se mude as políticas e se eleja outro nas eleições, a democracia é isso com o seu lado bom e ruim”, pontuou, acresentando que:“O impeachment que foi aceito ontem pela Câmara não tem crime de responsabilidade, eu não estou preocupado com a pessoa Dilma e sim com a democracia pois não pertenço ao partido dela e acho que o governo tem uma serie de erros e cobro mudanças públicas”, cravou,


O ‘mago’ encerrou sua fala ao dizer que: “O governo sofreu um golpe parlamentar e uma aquartelada parlamentar e isso não é revanchismo”


AGENDA: O governador Ricardo Coutinho participa, a partir das 11h, nesta terça-feira (19), das comemorações do Dia do Índio, na Okakaraíba, terreiro sagrado da Aldeia São Francisco, no município de Baia da Traição. Na ocasião, ele vai entregar obras e anunciar benefícios para a população indígena como parte da programação da Semana Indígena promovida com apoio da Secretaria de Estado da Mulher e da Diversidade Humana. 


Henrique Lima 

PB Agora