sexta-feira, 31 de outubro de 2014

Governo do Estado demite professores, técnicos, auditor e pessoal da Saúde

Postado Por  Em 30 De Outubro De 2014, 12:43 PM | Destaque  

rc 33
O Governo do Estado demitiu mais 17 servidores comissionados nesta quinta-feira. A lista de exonerados está na edição de hoje do Diário Oficial do Estado.
O grupo exonerado conta com professores, técnicos administrativos, um médico e um técnico em enfermagem. Ao todo, foram 17 exonerações.
Os funcionários afastados tinham cargos de confiança e estavam ligados às secretarias de Educação e Saúde e também na Controladoria Geral.
Logo após a reeleição, domingo passado, o governador Ricardo Coutinho (PSB) anunciou que fará uma reforma no Governo do Estado.
demissoesestado
Maispb

Governo do Estado faculta expediente nesta sexta-feira mas mantém serviços essenciais

Postado Por  Em 30 De Outubro De 2014, 05:23 PM | Destaque  

diadoservidorpublico
As repartições públicas estaduais não funcionarão nesta sexta-feira (31) devido ao feriado do Dia do Servidor, 28 de outubro, que foi transferido. Portaria da Secretaria de Estado da Administração sobre o expediente facultativo neste dia 31 de outubro foi publicada no Diário Oficial do Estado, edição do dia 22.
A mesma portaria define que os serviços essenciais nas áreas de saúde e segurança pública funcionarão dentro da normalidade, como hospitais, delegacias de polícia e unidades da Polícia Militar e Corpo de Bombeiros.

Romero defende fim da reeleição e não descarta abdicar da disputa para a PMCG em 2016

Postado Por  Em 30 De Outubro De 2014, 05:27 PM | Destaque  

romero_rodrigues
Pela primeira vez o prefeito de Campina Grande Romero Rodrigues (PSDB), se posicionou de forma clara contra o fim da reeleição. Em entrevista a uma emissora de rádio da cidade, Romero não afastou inclusive, a possibilidade de abdicar do próprio direito de disputar a sua recondução ao Palácio do Bispo em 2016.
Para o tucano, apesar de ser necessária o fim da reeleição, a prioridade segundo ele de Dilma deveria ser a Reforma Tributária. “Sou favorável ao fim da reeleição, mas que essa seja feita não através de um plebiscito e sim pelo Congresso, pois com Plebiscito vais se gastar bilhões percorrendo um logo caminhão para chegar ao mesmo lugar.
Considero ser mais necessária a Reforma Tributária”, afirmou o prefeito.
Questionado em entrevista nesta quinta-feira (30) e se vai disputar reeleição em 2016, o gestor tucano disse que ainda não sabe e que só vai se pronunciar sobre isso no ano da eleição. “Eu ainda não avaliei ainda se disputarei reeleição, vou fazer isso com meu grupo político no tempo certo”, destacou.
Romero Rodrigues disse ainda que esse não é o momento de se pensar em uma nova eleição e sim de trabalhar pela população campinense.
– Quando começamos a antecipar o processo eleitoral perdemos a oportunidade de cuidar da população com mais serenidade. Eu acho que cada coisa tem que ser a seu tempo e no que depender de mim eu não vou antecipar. Vou continuar trabalhando firmemente num propósito e com dedicação, seriedade e transparência – afirmou o prefeito.
Para o tucnao,  várias pessoas exigem um posicionamento dele com relação à eleição de 2016, mas acredita que ainda é cedo para esse processo.
Embora não tenha afirmado, a declaração de Romero contra a reeleição, pode ser reflexo da vitória do governador Ricardo Coutinho (PSB), que impôs a primeira derrota do senador Cássio Cunha Lima (PSDB).
Apelidada pela própria presidente durante a campanha eleitoral como “a mãe de todas as reformas”, a reforma política entrou na agenda de discursões de alguns políticos paraibanos. Dilma Rousseff quer aprovar no Congresso a reforma tendo como ponto-chave o fim do financiamento empresarial de campanha.

PB Agora

Bancada de oposição deve aumentar na CMCG devido à reeleição de Ricardo Coutinho

Bancada de oposição deve aumentar na CMCG devido à reeleição de Ricardo Coutinho
 A reeleição do governador Ricardo Coutinho (PSB) poderá se refletir na Câmara de Vereadores de Campina Grande. A bancada de oposição naCasa  de Félix Araújo, deverá aumentar com a vitória do socialista. O vereador Murilo Galdino (PSB), atual vice presidente da Casa, praticamente já colocou os pés na bancada oposicionista, deixando assim, a base governista. Durante a campanha, Murilo que é irmão do deputado reeleito Adriano Galdino (PSB), chegou a travar um embate virtual com o vice prefeito Ronaldo Filho (PSB).

Até o pleito do último domingo a bancada de oposição era composta pelos vereadores Rodrigo Ramos (SDD), Galego do Leite (PMN), Olímpio Oliveira (PMDB) e Napoleão Maracajá (PCdoB). Além de Murilo Galdino (PSB) especula-se a adesão a oposição dos vereadores Inácio Falcão (PSL), deputado estadual eleito), e Vaninho Aragão (DEM).

PBAgora

Deputado eleito analisa campanha de RC x Cássio e diz que tucano subestimou governador

Deputado eleito analisa campanha de RC x Cássio e diz que tucano subestimou governador
Ex-aliado do grupo Cunha Lima por um longo tempo, o deputado estadual eleito Ricardo Barbosa (PSB) fez uma análise da disputa eleitoral na Paraíba e revelou que o senador Cássio Cunha Lima (PSDB) e o seu grupo político subestimaram o potencial eleitoral do governador Ricardo Coutinho (PSB). Para Barbosa, diversos setores tucanos consideraram a campanha ganha,e desconsideraram a capacidade de trabalho do socialista que segundo ele desenvolve uma gestão operosa.


"O senador Cássio e todo seu staff mais próximo acreditava que a campanha seria mais ou menos como a de Maranhão contra Gilvan Freire, em 98, e não era. Enfrentar Ricardo Coutinho tá provado que não é fácil. Não é só Ricardo Coutinho pessoa, cidadão, político. É um governo exitoso, um governo com uma enorme quantidade de obras, que desenvolveu a Paraíba em todos vetores e setores", contou.



Para o socialista o grupo Cunha Lima tratou a eleição como ganha e foi surpreendido: “Não era fácil e aí subestimaram, abusaram da confiança e da crença de que a campanha estava ganha", alfinetou.



PRESIDÊNCIA DA ALPB: Sobre a eleição da mesa, já recebi ligações de deputados dizendo que almejam ser candidatos. Não tenho dúvida que faremos maioria. Acho legítimo que queiram postular”, desconversou.



Por fim Barbosa, mandou um recado e revelou o que espera da futura Mesa Diretora na Casa de Epitácio Pessoa.



“Tem que ser trincheira de defender o povo e não interesses de grupos políticos derrotados”, cutucou.



PB Agora

Bica apresenta macacos, anta, tamanduá-mirim e gaviões como novos habitantes

Animais vieram de diferentes lugares; segundo diretor do parque, espécimes são atrações na parte de entretenimento, mas também na área de pesquisa e conservação

Ciência e Tecnologia | Em 30/10/14 às 19h34, atualizado em 30/10/14 às 19h41 | Por Redação
Divulgação
Um dos novos macacos da Bica
O Parque Zoobotânico Arruda Câmara (Bica) passa a contar com mais seis animais em suas dependências. Trata-se de um macaco da Savana, um macaco Rhesus macho, um tamanduá-mirim, uma anta e dois gaviões, sendo um da espécie Quiri-quiri e outro da Carrapateiro.


Os animais vieram do Centro de Triagem de Animais Silvestres (Cetas), do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama), de Fortaleza, da Agência Estadual de Meio Ambiente de Pernambuco e da Polícia Ambiental da Paraíba.

Jair Azevedo, diretor do Parque, ressalta que esses animais são atrações na parte de entretenimento, mas também na área de pesquisa e conservação das espécies. “A anta é um animal que está vulnerável em relação ao seu status populacional. Por isso, vamos trabalhar a reprodução, inclusive para futura reintrodução na natureza, formando plantel com outros zoológicos e entrando num programa de conservação da espécie. Já o macaco da Savana é um animal exótico e bastante interessante”.

Azevedo explica ainda que, além de oferecer local apropriado para os animais, o zoológico tem o intuito de trabalhar os gaviões fazendo uso de falcoaria, através do Centro de Reabilitação de Aves Silvestres. Já com relação à anta e ao macaco da Savana, os profissionais da Bica irão tentar conseguir uma fêmea para acasalamento. “Com a chegada da anta, a Bica poderá ser incluída novamente no projeto Minha amiga é uma Anta, da Sociedade de Zoológicos do Brasil”, afirmou.

Origem

O tamanduá-mirim foi encontrado em uma lavoura, em Jacumã, e entregue à Polícia Ambiental, que o encaminhou à Bica. Por ser ainda filhote, passa boa parte do dia no setor de neonatologia, aos cuidados dos veterinários do Parque.

Com relação ao macaco Rhesus, a origem é diferente. Ele foi abandonado numa cidade do interior do estado de Pernambuco, dentro de uma gaiola, e a Agência Estadual de Meio Ambiente local resgatou o animal e o entregou aos cuidados do Parque Arruda Câmara, onde já existem duas fêmeas. Por ter sido encontrado em condições adversas e necessitando de tratamento, o macaco precisou ficar em quarentena e passar por avaliação clínica. “Esse macaco é um animal relativamente jovem, mas que estava muito castigado pelas condições em que estava sendo criado. Ele está obeso e com problemas dentários, então estamos recuperando a saúde do animal para depois ele ficar junto das duas fêmeas que temos”, informou o diretor. 

Cetas

O Cetas tem como objetivo receber, identificar, avaliar, reabilitar e destinar animais silvestres, provenientes de resgates ou entrega voluntária de particulares, para os zoológicos que tiverem interesse em abrigar os animais. Para receber os espécimes, é necessário que a direção do zoológico entre em contato, faça todo o processo legal para que o Ibama realize vistoria e verifique se o local tem condições de acolhimento. Só a partir daí que é autorizada a doação.

PB: Acusado de se passar por juiz continua preso, mas a pena é em regime aberto

Se fazendo passar por um juiz do Fórum do Geisel, na Capital, Pedro Soares obteve para si vantagem ilícita; fato aconteceu durante três meses, de janeiro a março de 2009

Justiça | Em 30/10/14 às 21h53, atualizado em 30/10/14 às 23h46 | Por Redação
Reprodução/ TJPB
Tribunal de Justiça da Paraíba
A Câmara Criminal do Tribunal de Justiça da Paraíba decidiu, nesta quinta-feira (30), por unanimidade, negar apelo de Pedro Soares Henrique da Silva, com relação a sentença que o condenou a dois anos e oito meses de reclusão, em regime inicial aberto, pelo crime de estelionato. 


O apelante, se fazendo passar por um juiz de Direito do Fórum do Geisel, na Capital, obteve para si vantagem ilícita. O fato aconteceu durante três meses, de janeiro a março de 2009.

O denunciado foi até a casa da senhora Rosa Pereira, local de funcionamento de um bar, no bairro do Altiplano Cabo Branco, e lá descobriu que a mesma tinha pendências com o imóvel onde residia. Durante a visita, se passando por um juiz, lhe pediu a quantia de R$ 300 para evitar a demolição da residência da vítima, informando que o valor seria destinado ao pagamento dos oficiais de justiça.

Pedro Soares indicou a Rosa Pereira um advogado que lhe cobraria pela causa o montante de R$ 5.620 e marcou para se encontrar com o mesmo no prédio da Justiça Federal, em João Pessoa, onde o denunciado informou que o advogado contratado para defender a vítima estava em audiência com juiz federal.

Após receber o valor, o denunciado deu início a um novo golpe, indagando se a mesma possuía alvará de funcionamento e se propondo a ir com ela até a prefeitura de João Pessoa. Lá, mais uma vez, ele se apresentou como juiz de Direito. O alvará mais as multas que totalizariam R$ 9.700, com a interveniência do denunciado, após conseguir descontos, ficou em R$ 1.800,00, o que foi feito pela vítima, através de saque na Caixa Econômica Federal.

Outros valores ainda foram tomados como empréstimos por Pedro Soares, alegando ter perdido todos os seus documentos e, por fim, um outro golpe, quando lhe pediu novamente dinheiro emprestado, informando que sua sobrinha tinha sofrido um acidente.

O relator do processo entendeu que ficaram evidenciadas a autoria e materialidade do delito.