piemonte fm

quarta-feira, 22 de fevereiro de 2017

Governo e prefeituras recebem R$ 15,9 mi do Fundeb nesta quarta




A parcela da complementação da União ao Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb) relativa a fevereiro estará disponível a partir desta quarta-feira, 22, nas contas correntes de estados e municípios beneficiários. Pelas complementações da União e ao piso, estado e municípios da Paraíba receberão R$15.974.984,29.
Do total de R$ 918,97 milhões repassado pelo Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE), autarquia vinculada ao Ministério da Educação, R$ 91,89 milhões referem-se à complementação para o pagamento do piso do magistério.
Conforme a lei que instituiu o Fundeb, a União repassa a complementação aos estados e respectivos municípios que não alcançam com a própria arrecadação o valor mínimo nacional por aluno estabelecido a cada ano. Em 2017, esse valor é de R$ 2.875,03. Os estados que recebem a complementação são Alagoas, Amazonas, Bahia, Ceará, Maranhão, Pará, Paraíba, Pernambuco e Piauí.
Piso – Até 2015, os repasses da complementação da União para o piso do magistério eram feitos no ano posterior ao de competência. Ou seja, a transferência referente a 2015 foi feita apenas em 2016. No fim do ano passado, porém, o MEC mudou essa regra e antecipou o repasse referente a 2016, além de definir que, a partir deste ano, as transferências referentes ao piso dos professores serão feitas mensalmente.
Principal fonte de financiamento da educação básica pública, o Fundeb é formado por percentuais de diversos impostos e transferências constitucionais, a exemplo do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) e o Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores (IPVA).
Pelo menos 60% dos recursos do Fundeb devem ser usados na remuneração de profissionais do magistério em efetivo exercício, como professores, diretores e orientadores educacionais. O restante serve para despesas de manutenção e desenvolvimento do ensino, compreendendo, entre outras ações, o pagamento de outros profissionais ligados à educação, bem como a aquisição de equipamentos e a construção de escolas.

Prefeito Sobrinho recebe visita oficial de José Cardoso Santana a pedido do Presidente do Clube Regatas Flamengo:



O alagoagrandense José Cardoso Santana, funcionário do Clube Regatas do Flamengo há 42 anos, fez visita oficial ao Prefeito de Alagoa Grande, Dr. Antônio Sobrinho, com a finalidade de entregar um presente enviado pelo Presidente do Flamengo, Eduardo Bandeira de Mello. Na oportunidade José Cardoso e Sobrinho trataram de uma possível parceria entre a Prefeitura e o Flamengo para difundir a prática esportiva do remo com crianças matriculadas nas escolas públicas do município. 
Sobrinho ficou de avaliar a possibilidade e a viabilidade dessa parceria, que pode culminar em um grande projeto para o município. Ao tempo em que agradeceu o gesto de gentileza do presidente Eduardo Bandeiro de Mello, retribuiu o presente enviando uma revista comemorativa alusiva aos 150 anos de Emancipação Política da cidade.








segunda-feira, 20 de fevereiro de 2017

Avô e neto morrem eletrocutados por fio de alta tensão na Paraíba


Chovia na região e vítimas tentavam tirar excesso de água que inundou a casa, mas fio caiu no chão molhado e provocou a descarga elétrica
Polícia | Em 20/02/17 às 08h33, atualizado em 20/02/17 às 08h40 | Por Redação
Divulgação/Prefeitura de São Mamede
São Mamede-PB
Um homem de 54 anos e um adolescente de 14 morreram eletrocutados na noite desse domingo (19), em São Mamede, Borborema do estado, a 283 km de João Pessoa. As vítimas são avô e neto.

Segundo a Polícia Militar, chovia muito na cidade e a casa da família estava inundada. As vítimas tentavam tirar água de dentro do imóvel quando um fio de alta tensão caiu no chão molhado e provocou a descarga elétrica. A morte foi instantânea.
Ainda de acordo com a PM, outros moradores estavam na casa, mas em cômodos secos e não se feriram. Os corpos das vítimas foram levados para Núcleo de Medicina e Odontologia Legal (Numol) em Patos.

Adolescente é morto a tiros em ônibus enquanto voltava do bloco 'Virgens de Tambaú', em JP


Tiroteio ocorreu na madrugada desta segunda-feira, em coletivo que faz a linha circular 1500, na Capital
Polícia | Em 20/02/17 às 06h51, atualizado em 20/02/17 às 10h54 | Por Redação
Reprodução/Instagram/Emerson Machado
Vítima foi assassinada em ônibus
Um adolescente foi assassinado a tiros dentro de um ônibus, enquanto voltava do bloco Virgens de Tambaú, na madrugada desta segunda-feira (20), em João Pessoa. O tiroteio aconteceu no coletivo que faz a linha 'Circular' - 1500. Veja vídeo mais abaixo.

Segundo a Polícia Militar, o veículo teria sido interceptado por um bando criminoso por volta das 4h, quando passava pela comunidade Nova República, no bairro do Geisel, Zona Sul da cidade. O adolescente morto foi atingido por dois tiros, sendo um na cabeça e outro no braço esquerdo.
A TV Correio apurou que mais duas pessoas ficaram feridas no tiroteio. Ao Portal Correio, o Ortotrauma em Mangabeira (Trauminha) informou que recebeu uma das vítimas, que já recebeu alta. A reportagem entrou em contato com o Hospital de Emergência e Trauma Senador Humberto Lucena, que disse não ter recebido nenhuma vítima baleada após as 4h. A Polícia Militar não tinha informações sobre essa segunda vítima. 
Depois que os bandidos saíram do ônibus, o motorista conduziu o veículo para a garagem da empresa de transporte coletivo da qual é funcionário. Profissionais do Instituto de Polícia Científica (IPC) foram até o local e o caso será investigado pela Polícia Civil. 

Anvisa proíbe distribuição e venda de lote de extrato de tomate com pelo de roedor


Análise fiscal feita pelo órgão constatou que consumo do produto implicaria em risco à saúde humana
Saúde | Em 20/02/17 às 11h02, atualizado em 20/02/17 às 11h07 | Por Redação
Reprodução
Anvisa encontrou pelo de roedor em produto
A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) proibiu a distribuição e comercialização do lote L. 11 07:35 do extrato de tomate da marca Quero em todo o país.

Conforme resolução publicada no Diário Oficial da União, um laudo de análise fiscal detectou no produto quantidade excessiva de pelo de roedor, o que, para o órgão, implica em risco à saúde humana.
A Anvisa determina que a empresa Heinz Brasil, responsável pela produção do extrato de tomate, recolha todo o estoque do produto existente no mercado

sábado, 18 de fevereiro de 2017

Bando que explodiu carros-fortes na PB deixou R$ 200 mil ao atirar na PRF e fugir


dinheiro abandonado no carro-forte durante a fuga foi recolhido pela empresa responsável pelo transporte de valores; PRF, PM e Polícia Civil da PB, além da polícia de PE, estão envolvidas na apuração do caso
Polícia | Em 17/02/17 às 19h45, atualizado em 17/02/17 às 20h07 | Por Redação
Imagem compartilhada no WhatsApp
Dois carros-fortes foram explodidos
A quadrilha que assaltou três carros-fortes no km 90 da BR-230, em Caldas Brandão, entre Campina Grande e João Pessoa, na manhã desta sexta-feira (17), tendo explodido dois dos veículos, abandonou cerca de R$ 200 mil dentro do segundo que foi destruído, conforme informou o delegado Hugo Helder, que disse que certamente o grupo antecipou a fuga ao provocar tiroteio contra uma viatura da Polícia Rodoviária Federal que passava pelo local do crime.

Leia também: 
Vigilante é morto e quatro são baleados em assalto com tiroteio em hipermercado
“Eles estavam em andamento com a ação, estouraram o primeiro carro e depois estouraram o segundo. Quando estavam recolhendo o dinheiro do segundo, a PRF passou e teve início o confronto”, contou o delegado, que revelou que todo o dinheiro do primeiro carro-forte foi roubado, assim como quatro malotes do segundo. O valor total do roubo, no entanto, ainda não havia sido apurado até o fechamento desta matéria.

O terceiro carro-forte levava apenas seguranças para a escolta dos outros dois. “Também estamos investigando porque os bandidos sabiam que apenas os outros carros levavam dinheiro”, disse Hugo Helder.



Diversas viaturas policiais foram mobilizadas para perseguir os criminosos que, segundo o delegado, foram em direção ao estado vizinho de Pernambuco, cuja polícia também já foi acionada para dar suporte às investigações. Pelo menos 10 bandidos atuaram no crime. Nenhum deles foi preso. PRF, Polícia Militar e Civil estão envolvidas na apuração do caso.

De acordo com a PRF, quatro veículos de luxo foram usados pela quadrilha (um Toyota Rav 4, duas picapes Hilux e um provável Honda Civic). 
O dinheiro abandonado no carro-forte durante a fuga foi recolhido pela empresa responsável pelo transporte de valores.
Fonte: Portal Correio Pb/  Publicado; Sátiro Coelho Ayres

Apreendido adolescente suspeito de atirar e matar universitária em João Pessoa


Adolescente foi conduzido à delegacia do Menor, na Central de Polícia Civil de João Pessoa, no bairro do Geisel, na Zona Sul da cidade
Polícia | Em 17/02/17 às 21h50, atualizado em 17/02/17 às 22h24 | Por Redação
Imagem compartilhada por WhatsApp
Adolescente foi conduzido à Delegacia do Menor
Foi aprendido, na noite desta sexta-feira (17), um adolescente de 14 anos suspeito de matar a estudante universitária Meirylane Thaís, de 19 anos, com um tiro na cabeça, na noite da quarta-feira (15). Ele foi conduzido à delegacia do Menor, na Central de Polícia Civil de João Pessoa, no bairro do Geisel, na Zona Sul da cidade. Também nesta sexta, mais cedo, outro menor suspeito do crime havia sido detido e alegou à polícia que queria dinheiro para ir a uma festa.



Antes da apreensão do suposto atirador, que ocorreu na comunidade Porto do Capim, no bairro Varadouro, nas proximidades do Centro da Capital, a polícia já havia confirmado que o adolescente foi apreendido no dia 16 de novembro de 2016, suspeito de render e roubar a arma de um vigilante da Companhia Brasileira de Trens Urbanos em João Pessoa (CBTU).

Até o fechamento desta matéria, o suspeito prestava depoimento na delegacia.

O caso

Meirylane Thaís era natural da cidade de Itabaiana, no Agreste da Paraíba, a 89 km da Capital, e estudava em uma faculdade particular de João Pessoa. Antes do crime, ela havia chegado em um ônibus e estava se dirigindo para uma padaria para lanchar com uma colega quando foi abordada pelos criminosos.
Durante a abordagem, a universitária teria se negado a entregar pertences aos bandidos e foi baleada por um deles, morrendo ainda no local do crime, nas proximidades da instituição de ensino que frequentava. A amiga da vítima conseguiu correr e se proteger durante a ação.