sábado, 25 de outubro de 2014

Ricardo visita fábrica e empresário destaca investimentos em infraestrutura na gestão do PSB


O governador e candidato à reeleição, Ricardo Coutinho (PSB), visitou na tarde desta sexta-feira (24) a sede da Dolomil, fabricante de equipamentos de proteção individual e produtos em plástico, em Campina Grande. Ricardo foi recebido pelo diretor presidente da empresa, Marcelo Renato Arruda, e conversou com funcionários que aproveitaram para perguntar sobre as propostas e ações de Ricardo em seu segundo mandato.
O empresário anunciou que uma das empresas do grupo no segmento de mineração venceu a licitação para fornecimento de dolomita para fabricação de vidros pela Companhia de Vidros Nacional.  Ele destacou que a pavimentação da estrada de acesso ao município de São Domingos, onde está instalada a mineradora, além dos incentivos fiscais concedidos foram determinantes para o grupo vencer a concorrência.
“Só foi possível vencer a licitação devido à construção da estrada de acesso a São Domingo do Cariri dentro do Anel do Cariri. Antes da estrada, construída por Ricardo, o transporte era muito lento e os caminhões quebravam constantemente, o que inviabilizaria o fornecimento a maior companhia de vidros do país”, explicou.
O governador Ricardo Coutinho afirmou que a Paraíba vivencia uma fase de transição de uma forte dependência do Estado para uma expansão dos empregos na indústria e no setor de serviços. Ele informou que em quase quatro anos, o governo do Estado conseguiu atrair 197 indústrias que ajudaram a Paraíba a atingir um recorde de 79 mil empregos gerados e que, somente Campina, ganhou  47 novas empresas, que geram 4.269 empregos diretos. “Isso significa empregos, libertação e desenvolvimento econômico”, disse.
Ele reafirmou seu compromisso do Estado continuar concedendo incentivos fiscais e locacionais para atração de empresas e de investir na formação da mão de obra com a instalação de mais 10 escolas técnicas, além das seis construídas e que vão funcionar já em 2015. 

Suspeito de balear médicas é identificado pelas vítimas e preso em operação conjunta

Serviço de Inteligência da Polícia Rodoviária Federal já vem investigando casos de assalto na BR-101 e possíveis suspeitos, dispondo de um amplo banco de dados com fotos

Polícia | Em 24/10/14 às 19h35, atualizado em 24/10/14 às 20h59 | Por Redação
Reprodução/Instagram
Suspeito detido pela polícia
suspeito de balear duas médicas em tentativa de assalto na BR-101, nas proximidades do distrito de Capim de Mamanguape, na porção norte da Zona da Mata Paraibana, a 41 km da Capital, na tarde dessa quinta-feira (23), foi preso em Santa Rita, na Grande João Pessoa, cerca de 24h depois do crime.

Segundo a Polícia Civil de Mamanguape, a prisão se deu a partir de um trabalho do Serviço de Inteligência da Polícia Rodoviária Federal, que já vem investigando casos de assalto na BR-101 e possíveis suspeitos, dispondo de um amplo banco de dados com fotos. Esse material foi levado para avaliação das vítimas, no Hospital de Emergência e Trauma Senador Humberto Lucena, em João Pessoa. Ao observarem as fotos, as médicas conseguiram identificar um dos suspeitos.

A partir de então, agentes da PRF e da Polícia Militar partiram em uma operação conjunta com o objetivo de encontrá-lo. Através de informações levantadas, o suspeito, ao ser localizado em Santa Rita, segundo a Polícia Civil, não ofereceu resistência à prisão. Outro envolvido na tentativa de assalto também é procurado, mas as médicas não o identificaram pois conseguiram enxergar apenas um no matagal. Antes do crime, ainda segundo a PC, os bandidos teriam promovido uma espécie de arrastão contra caminhoneiros que passavam pelo local.

O detido foi encaminhado para prestar depoimento na 6ª Delegacia Distrital de Santa Rita, de onde deverá seguir, segundo a polícia, para o presídio do Roger, em João Pessoa. O processo terá continuidade na comarca que engloba o distrito de Capim. As vítimas, que foram feridas sem gravidade, serão ouvidas pela Justiça quando necessário.

Ricardo, Vital, Veneziano e Nilda caminham nas Malvinas e afirmam que a vitória é domingo

Postado por Tião Lucena, 24 de Outubro de 2014 às 17:54


O senador Vital do Rêgo (PMDB-PB), o senador eleito José Maranhão (PMDB-PB) o deputado federal eleito o ex-prefeito de Campina Grande Veneziano Vital do Rêgo (PMDB) e a deputada federal e primeira suplente do Senado Nilda Gondim (PMDB-PB), estiveram com o governador e candidato à reeleição, Ricardo Coutinho, na manhã e começo da tarde desta sexta-feira, 24, no bairro das Malvinas, em Campina Grande. Foi uma caminhada marcante, com o apoio dos moradores do local, que queriam chegar mais perto e serem fotografados ao lado de Ricardo, Vené e Vital. 

Em contato com a imprensa, Ricardo Coutinho disse que estava confiante na vitória no próximo domingo: “Tenho caminhado por toda a Paraíba e, em Campina, não tem sido diferente. Há um sentimento das pessoas que acreditam na seriedade das nossas propostas e nos bons projetos que estamos levando para quem mais precisa”, disse o governador. 

Com a companheira de chapa, a candidata a vice, Lígia Feliciano, do deputado federal eleito Damião Feliciano, além da deputada federal Nilda Gondim, Ricardo seguiu à pé por todas as ruas das Malvinas. 

Veneziano e Vital afirmaram que a Paraíba não vai querer dar um passo atrás: “Os paraibanos irão votar domingo pelo melhor projeto de Governo para os próximos quatro anos. Votando em Ricardo e optando por Dilma para Presidente. Estamos confiantes em Deus na vitória”. 

Diversos políticos de renome na cidade participaram na manifestação, entre elas o deputado Walter Brito e o ex-deputado Álvaro Neto, além de vereadores da cidade e lideranças comunitárias. 

ENCERRAMENTO – Neste sábado, 25, na véspera da eleição, haverá grande caminhada na Zona Leste da cidade, com as presenças de Veneziano Vital, Vital Filho e a vice, Lígia Feliciano. Ricardo cumprirá agenda em João Pessoa e outras cidades.

Caminhada de Ricardo em Bayeux parou a cidade

Postado por Tião Lucena, 25 de Outubro de 2014 às 05:19


Faltou espaço nas principais ruas e avenidas de Bayeux para a caminhada promovida pelo governador e candidato à reeleição Ricardo Coutinho (PSB), na noite desta sexta-feira (24). Milhares de pessoas saíram às ruas, com suas bandeiras laranja, e pediram a continuidade do projeto que tem transformado a Paraíba.
 Vestida de laranja, a engenheira civil Olenize Ferreira ressaltou a importância de reeleger a presidenta Dilma Rousseff (PT) e o governador Ricardo Coutinho (PSB), porque ambos têm feito o Brasil e o estado avançar. “Ele é o melhor para a Paraíba, vai dar continuidade as políticas publicas do Governo Federal e as que ele próprio implantou no estado, na parceria perfeita com a presidenta Dilma”, argumentou.
 Já a auxiliar de serviços gerais Paula Francinete disse que vota em Ricardo porque ele é trabalhador como ela, e que o candidato adversário não fez absolutamente nada por Bayeux. “Em menos de quatro anos, Ricardo Coutinho fez o binário, a escola técnica, a casa da cidadania e ainda vai entregar um hospital para a região metropolitana. Ele fez muito e fará ainda mais”, completou.

A caminhada de Ricardo pelos bairros da Capital

Postado por Tião Lucena, 25 de Outubro de 2014 às 05:23


O governador e candidato à reeleição Ricardo Coutinho (PSB) realizou duas carreatas em bairros de João Pessoa, na noite desta sexta-feira (24). A primeira percorreu os bairros de Funcionários I, Jardim Planalto, Bairro dos Novais e Cruz das Armas, enquanto a outra partiu do Jaguaribe e passou por Rangel e Cristo Redentor. 
No percurso, o socialista recebeu o carinho e palavras de incentivo dos moradores de cada bairro. Muitos fizeram questão de sair de suas casas para acenar e até aplaudir o candidato à reeleição. 
O comerciante Carlos Antônio Duarte fez questão de acompanhar a carreta em sua bicicleta e elogiou a atenção especial que Ricardo sempre teve com as comunidades mais carentes. “Ricardo Coutinho merece todo o nosso apoio e reconhecimento. Como prefeito, ele fez praças, calçou ruas, reformou e ampliou escolas e agora como governador tem realizado obras em toda a Paraíba”, ressaltou. 
As amigas Suzana Silva e Sandra Gomes acompanharam a carreta de moto. Elas não têm dúvidas de que a população de João Pessoa e da Paraíba vai dar a resposta nas urnas no próximo domingo de que Ricardo é o mais preparado, mais experiente, responsável e honesto para continuar conduzindo os destinos dos paraibanos.
“É um governador corajoso, um homem de bem, que tem respeito pelo dinheiro do povo. Nas administrações de Ricardo, como prefeito e governador, vivemos outra realidade”, afirmou Suzana.

Cássio começa por Campina e depois vai pra região de Catolé do Rocha

Postado por Tião Lucena, 25 de Outubro de 2014 às 05:27


Neste sábado, último dia de campanha, o candidato Cássio Cunha lima se embrenha pela região de Catolé do Rocha , mas anges desevolve atividades em Campina Grande,fazendo carreatas, passeatas e visitas a eleitores. Veja a agenda do tucano:
Agenda do candidato Cássio Cunha Lima
Sábado -  Dia 25  de outubro de 2014



10h- Passeata em Campina Grande 
Bairro do Catolé
Concentração:  Rua Benjamim Constant- Estação Velha


Carreata na Região de Catolé do Rocha, a partir das 16h30


- Brejo dos Santos

- Catolé

- Brejo do Cruz

- São Bento

- Paulista


Coligação a Vontade do Povo

sexta-feira, 24 de outubro de 2014

Justiça da PB condena Carrefour a pagar R$ 1 mi a funcionários por danos morais

Empresa praticava assédio e descontava ilegalmente diferenças de caixa

Justiça | Em 24/10/14 às 06h55, atualizado em 24/10/14 às 10h49 | Por Jornal Correio da Paraíba
Reprodução/Google Street View
Carrefour deve pagar indenização
O juiz Clóvis Rodrigues Barbosa, da Segunda Vara do Trabalho de João Pessoa, condenou o Carrefour Comércio e Indústria LTDA. ao pagamento de indenização por dano moral coletivo no valor de R$ 1 milhão por assédio moral contra os empregados operadores de caixas, julgando procedente, em parte, ação civil pública movida pelo Ministério Público do Trabalho na Paraíba. Além disso, determinou que a empresa se abstenha de punir esses empregados em razão de diferenças de caixa encontradas, não mais permitindo descontos nos salários, uma vez que não recebem gratificação por “quebra de caixa”. O descumprimento dessa obrigação gera multa diária de R$ 3 mil por trabalhador encontrado em situação irregular.
A decisão está valendo e tem eficácia nacional, ou seja, aplica-se às unidades do grupo em todos os Estados, contando o Carrefour atualmente com 236 lojas e mais de 70 mil empregados no Pais.?A ação civil pública (ACP), assinada pelo procurador do Trabalho Paulo Germano Costa de Arruda, foi movida pelo MPT após a negativa da empresa em firmar termo de ajustamento de conduta (TAC) para sanar as irregularidades. A indenização por dano moral coletivo será revertida ao Fundo de Amparo ao Trabalhador (FAT). Para o juiz, a empresa impôs a um conjunto de trabalhadores o exercício de atividade profissional em condições de assédio moral. “Trata-se de comportamento reprovável, que gera penosas consequências à vítima”, disse, na sentença.
O inquérito civil que resultou na ACP foi instaurado a partir de ofício expedido pela 5ª Vara do Trabalho de João Pessoa, após julgamento de reclamação trabalhista em que ficou evidenciada a prática de assédio moral. A empresa vinha adotando como política disciplinar, nos casos de reincidência de diferenças de caixa, a emissão de uma advertência verbal, seguida de advertência por escrito, suspensão e? demissão por justa causa.
Para o Ministério Público do Trabalho, a empresa estava transferindo aos trabalhadores o risco do empreendimento, ocorrendo ilegalidade no exercício do poder diretivo.
Quebra de caixa
Pela política do Carrefour, nenhum desses operadores de caixa recebe o adicional de quebra de caixa, verba paga para cobrir possíveis erros de empregados que lidam diretamente com dinheiro e que, nesse caso, responde pelos descontos diretos nos salários. A verba pode ser estabelecida individualmente ou por meio de acordo coletivo. O pagamento é feito porque a Consolidação das Leis do Trabalho (CLT) proíbe o empregador de “efetuar qualquer desconto nos salários do empregado a essa razão”, exceto em caso de dolo ou culpa comprovada, neste ultima hipótese mediante concordância do empregado.?Quando não houver diferenças a serem descontadas, a gratificação fica integralmente para o trabalhador.
No caso da Paraíba, as convenções coletivas 2012/2013 e 2013/2014 previam o pagamento da gratificação de quebra de caixa no percentual de 8%, incidentes sobre o piso salarial da categoria para os que desempenham função de caixa. Só não faz jus à gratificação os empregados das empresas que não descontam diferenças verificadas no caixa dos operadores.